A mão biónica de Luke Skywalker chegou ao nosso planeta

autoria Nuno Rafael Gomes

// data 02/01/2018 - 12:48

// 3731 leituras

Foi no Episódio V – O Império Contra-Ataca da Guerra das Estrelas que vimos a mão (e o sabre de luz) de Luke Skywalker voar, depois de uma disputa com Darth Vader. Vimo-lo, também, a recuperar o membro perdido através de uma mão biónica, mas isso foi noutra galáxia. Por cá, mais especificamente nos EUA, há quem esteja a desenvolver um sensor ultra-sónico que dá aos amputados o controlo de cada um dos seus dedos.

 

O braço robótico, desenvolvido pelo Georgia Tech’s Center for Music Technology, da Universidade da Geórgia, é movido por “sinais ultra-sonoros”, explica Gil Weinberg, professor de design naquela instituição que lidera o projecto. O primeiro a usá-lo foi Jason Barnes, a quem foi amputada parte do braço, pouco abaixo do cotovelo, depois de um acidente no trabalho em 2012, diz o artigo partilhado pela instituição. No entanto, no braço de Jason ainda se encontram os músculos que comandam os movimentos dos dedos, o que lhe permite usar esta mão biónica, “que detecta os movimentos que um amputado pretende fazer”.

 

Esta não é a primeira vez que Jason utiliza próteses desenvolvidas pela equipa de Gil Weinberg: em 2014, experimentou um braço protético com duas baquetas, que lhe permitiu voltar a tocar bateria. O objectivo de Weinberg é fazer com que estes avanços sejam adaptáveis a outras actividades motoras do dia-a-dia, como tomar banho ou comer. 

Eu acho que