O armamento luso da rapper RUSSA

autoria Anónima

// data 12/02/2018 - 14:46

// 4671 leituras

Esta semana alguém voltou a adicionar um link em VIDEOCLIPE.PT de forma anónima e sem qualquer menção à autoria, o que não impede de o destacarmos nesta nossa curadoria deste género artístico. É pena, mas pelo menos regista-se o facto de ele revelar um novo nome feminino no hip hop nacional. Uma rapper cheia de garra e atitude que assina como RUSSA e, pelo que se ouve e vê, munida de bom armamento lírico que é lançado com forte arreganho. Isto sobre uma bem interessante produção assinada por MAF que transpira suores sintéticos e uma pastosa arritmia saída de poros trap. Da ambição manifesta na letra deste curto Imperatriz, transpôs para o videoclipe a qualidade profissional da imagem, o que não é pouco para a realidade nacional de um nome emergente, é certo, mas ainda longe das práticas concetuais de nomes cimeiros de outras galáxias, como já aqui afloramos. Porque uma coisa é fazer um vídeo com um aspeto cinematográfico da imagem, outra é elaborar a linguagem cinematográfica, já que esta requer a formulação de ideias pela conjugação de imagens diversas e jogar com a desconstrução da norma visual do rapper perante a câmara, e não pela insistência desta. Fixe-se o nome, apesar de faltar ainda marcar a diferenciação lusa para almejar já um trono (deixar os estereótipos da cultura americana — o desporto, neste caso), é de enaltecer o surgimento de alguém que privilegia a atitude e a força das palavras face à sedução do corpo.

 

Texto escrito segundo o novo Acordo Ortográfico, a pedido do autor.

Eu acho que