Cientistas: vamos esquecer os estereótipos?

autoria Mariana Durães

// data 15/05/2018 - 16:21

// 5607 leituras

Se achas que todos os cientistas passam o dia num laboratório, então esta fotogaleria é para ti. As 11 imagens foram as vencedoras da segunda edição do #ScientistAtWork, o concurso de fotografia criado pela revista científica Nature para mostrar a importância e a diversidade da ciência, deitando por terra uma série de estereótipos — como a ideia de que ser investigador é apenas estar fechado numa sala a fazer experiências. E dão que pensar em pleno Dia Nacional dos Cientistas, que se assinala esta quarta-feira, 16 de Maio. 

 

A imagem de uma cientista ajoelhada junto a uma tartaruga-de-couro foi a grande vencedora (a primeira da fotogaleria). A bióloga marinha Callie Veelenturf encontrava-se a recolher amostras de um ninho de tartaruga, na Guiné Equatorial, quando foi fotografada por Jonah Rendeers, biólogo voluntário que integra — juntamente com a investigadora — o projecto Turtle Island Restoration Network, um programa norte-americano de protecção e recuperação de espécies marinhas e dos seus habitats. A equipa de investigação passou cerca de um ano e meio a viver em tendas na ilha de Bioko, com o objectivo de contrariar a queda da taxa de natalidade das tartarugas. "Eu quero dedicar a minha vida à preservação dos habitats de tartaruga", afirma a cientista, em declarações à Nature.

 

Entre as fotografias distinguidas constam ainda retratos de cientistas a mergulhar num buraco de 40 metros ou a recolher amostras de salinas num local que não parece deste mundo. Há até registos de "fantasmas" a trabalhar em laboratório — resultado de uma fotografia de longa exposição da autoria da investigadora Meredith Course, que se retratou a trabalhar no seu laboratório na Universidade de Washington, em Seattle. A câmara apenas captou o objecto em movimento com maior contraste: a sua bata. Mas "a ciência não é feita por fantasmas", aponta a cientista, mas sim por "humanos que trabalham arduamente, todos os dias". 

 

O concurso de fotografia promovido pela Nature é aberto a todos os que gostam de fotografar o dia-a-dia dos cientistas. Este ano, foram submetidas 330 fotografias, 11 das quais escolhidas por um júri composto por jornalistas da revista e profissionais das artes. Os vencedores, que foram conhecidos a 25 de Abril, recebem um ano de subscrição da revista, em versão online e impressa.

Eu acho que